Gerenciamento de obras eficiente: veja como fazer

Fazer um bom gerenciamento de obras nunca foi uma tarefa fácil. É comum que processos teoricamente rápidos atrapalhem o andamento do projeto como um todo. Apresentamos nesse post as melhores formas de gerenciar uma obra e as ferramentas que podem te ajudar neste processo.

Ser organizado quanto ao orçamento, gestão de compras, prazos e pessoas ao longo da obra já é um bom começo. 

O que é gerenciamento de obras?

Pode parecer que não, mas esta etapa, se for bem elaborada, planejada e executada, poderá garantir o sucesso do seu empreendimento. Isso porque o gerenciamento de obras é responsável por administrar, simultaneamente, o cumprimento do cronograma e a previsão financeira do projeto e gerindo profissionais com formações e práticas diversas.

ger-01

 

O gerenciamento de obras no Brasil é uma atribuição de arquitetos e engenheiros civis, regulamentada pela Lei 5.194, de 1966, e para cumprirem essa função precisam dominar tarefas relacionadas a custos, contratos, prazos e organização.

Além disso, outra característica indispensável para quem faz gerenciamento é ser um bom gestor. Parece muito óbvio afirmar isso, mas nem todo gestor sabe gerir. Para ser um bom gestor, existem 10 verbos indispensáveis que ele precisa se ater:

  • Observar;
  • Orientar;
  • Comunicar;
  • Motivar;
  • Compreender;
  • Aprender;
  • Ouvir;
  • Equilibrar;
  • Liderar.

Esses verbos são fundamentais para uma boa gestão. Por isso, aplique isso na sua construtora e oriente os seus gestores, para que também tenham essas características.

O que é preciso fazer para ter um bom gerenciamento de obras?

Além de respondermos essa pergunta para você, vamos mostrar que essa etapa pode ser muito mais fácil do que você imagina. Existem 3 passos para que o seu gerenciamento seja eficiente e evite surpresas:

Passo 1: Faça um estudo de viabilidade

Para qualquer projeto, independentemente do seu porte, é preciso fazer um estudo de viabilidade. É por meio dele que você vai poder avaliar os custos da construção e as possibilidades de venda. Consequentemente, também terá a resposta para a pergunta que todos sempre querem saber: Este investimento valerá a pena?

No estudo de viabilidade é preciso ficar atento a inclusão de materiais e métodos construtivos que serão utilizados. Além dos valores de mão de obra, zoneamento urbano, limitações legais, taxas de ocupação, entre outros valores que podem surgir durante a obra.

Passo 2: Fique atento ao orçamento

A palavra orçamento sempre causa calafrios em todo mundo. Dinheiro é sempre uma questão em qualquer tipo de projeto na construção civil. Por isso é preciso sempre estar atento ao orçamento. Com o estudo de viabilidade em mãos você já sabe que é possível lucrar com a obra, agora precisa pensar em como fazer o projeto caber no orçamento, contando já com possíveis imprevistos.

Ao elaborar o orçamento, será preciso fazer um levantamento de preços e, principalmente, acompanhar as variações do mercado, que pode ser feito através do Índice Nacional de Custo da Construção Civil (INCC).

Siga as dicas para elaborar e gerenciar o orçamento:

  • Atualize seus preços: utilizar antigos valores como base, pode até ser uma ideia eficiente, mas não coloque isso como regra. Os preços variam muito de acordo com a época ou até mesmo por conta da região da obra;
  • Conheça seu orçamento: esta dica não faz referência somente a valores. Saiba como montar um orçamento, como organizar as informações para facilitar a leitura e entendimento no dia a dia no canteiro de obras. Caso não saiba fazer isso, procure um profissional capacitado ou até mesmo um software que tenha essa ferramenta para auxiliá-lo;
  • Acompanhe a inflação: os preços de materiais e equipamentos podem mudar muito de acordo com a inflação. Não deixe de acompanhar essas mudanças para atualizar o seu orçamento.

Passo 3: faça o cronograma da construção

Muitas empresas têm problemas com o cronograma de obras. Mais para segui-lo que para elaborar. É essencial especificar cada item detalhadamente no cronograma e ficar atento aos prazos de cumprimento de tarefas, serviços e entregas.

Algo que não pode faltar em um cronograma e que pode diminuir erros durante o andamento da obra é ficar atento aos feriados, folgas, férias e até mesmo as possibilidades de chuva. Tudo isso precisa ser previsto no cronograma e deve ser acompanhado do começo ao fim do projeto.

ger-02

 

Cumprindo esses 3 passos iniciais, acompanhando e atualizando sempre as informações quando necessário, é possível ter um gerenciamento eficiente e com menos chances de erro.

Use a tecnologia a seu favor

Atualmente já existem no mercado inúmeras opções que podem facilitar o dia a dia de trabalho em um canteiro de obras. Com essas ferramentas é possível ter um aumento na produtividade, por conta da eficiência durante os processos, e na lucratividade, já que alguns custos podem ser eliminados.

Para ajudar você, separamos algumas ferramentas que podem ser muito úteis e garantem ótimos resultados:

  • Coteaqui

Esta ferramenta é indispensável na hora de comprar materiais de construção. O Portal Coteaqui amplia o leque de possibilidades dos construtores apresentando fornecedores, preços e condições comerciais sem a necessidade de telefonemas, e-mails e planilhas comparativas.

Verdadeiro marketplace para construtoras e fornecedores negociarem materiais de construção. Tudo de forma segura, estruturada e rápida.

Utilizando o Coteaqui, construtoras avaliam em tempo real as melhores ofertas de preços e condições através de dados inteligentes exibidos no mapa comparativo do portal.

Mapa comparativo Coteaqui

  • Sienge

O Sienge é um software de gestão, conhecido também como ERP, desenvolvido especialmente para a construção civil. Com ele é possível acompanhar todos os processos de uma obra, desde o planejamento até a venda do empreendimento.

Além disso, o Sienge é 100% Web. Pode ser acessado do desktop, tablets e smartphones, o que garante maior integração e fácil acesso as informações.

  • Construct App

Com a proposta de facilitar a integração de informações entre os diversos departamentos em um canteiro de obras, o Construct App auxilia na gestão de projetos de obra, possibilitando o compartilhamento de fotos, relatórios e tarefas.

É possível acessá-lo por meio do desktop e de smartphones e o seu armazenamento é feito na nuvem, o que facilita o compartilhamento e garante segurança das informações.

  • Stant

Stant é um software desenvolvido para o acompanhamento de áreas específicas da obra, o que ajuda muito durante o gerenciamento. Com ele é possível verificar a rastreabilidade de concreto, inspecionar atividades, elaborar um diário de obra e gerar relatórios automatizados.

 

  • Alugalogo

A proposta da Alugalogo é otimizar o processo de cotação e contratação de máquinas e equipamentos para a construção civil. Todo o processo é feito online e o acesso se dá por construtoras interessadas no serviço e locadoras. Para estas, a plataforma faz também a gestão de maquinário.

Use a Tecnologia a seu favor

 

Conclusão

Nós sabemos que o gerenciamento de obras é uma etapa que exige tempo, dedicação e organização. Mas como você pode ver, existem maneiras de tornar essa tarefa mais eficiente e fácil no dia a dia.

Com um bom gerenciamento de obras você garante benefícios para sua construtora, tais como: redução de custos, aumento na produtividade, mais previsibilidade em relação aos erros que podem acontecer durante o projeto, controle do andamento da obra e lucratividade.

Um bom gerenciamento de obras pode ser o diferencial competitivo que você está buscando. Por isso, não deixe de se atualizar e investir em tecnologias que possam ajudar sua construtora alcançar o patamar que você deseja.

Facebook Comments